Skip to main content
Estudos de caso
Galego (norma reintegracionista)
Semente, Santiago de Compostela
Photo by Marcos López Pena

O galego é a língua própria da Galiza, umha naçom que actualmente constitue umha comunidade autónoma no noroeste da Espanha. O galego e o português fam parte dumha mesma raiz linguística que se desenvolveu, como outras línguas romances, a partir dos dialectos do Latim vernáculo. Ainda que a maioria da cidadania galega percebe e fala galego, a língua é vulnerável devido à ruptura da transmissom geracional derivada, entre outros factores, dumha situaçom de desprestígio social. Porém, existem iniciativas ao longo de todo o país, mas especialmente nos contextos urbanos, onde a presença do galego é menor, que promocionam e defendem o uso da língua galega.

Sobre o projecto

Este projecto desenvolve um estudo de caso em torno das iniciativas de revitalizaçom linguística na Comunidade Autónoma de Galiza. Tenta examinar as dinámicas estabelecidas na revitalizaçom linguística de base, focando-se na Semente: um projecto de revitalizaçom iniciado no 2011 por um grupo de falantes e activistas da língua galega. O objectivo da Semente tem sido fornecer escolas de imersom linguística em galego para crianças em idade preescolar e escolar.

Neste projecto centramo-nos no rol do professorado, pais e maes, crianças, activistas da língua e falantes que se tenhem envolvido no processo de revitalizaçom, assim como também, nas suas tentativas para pôr em funcionamento políticas linguísticas de base. O projecto analisa o papel desenvolvido por diferentes actores sociais e o efeito dos seus esforços por criar novas comunidades de práctica e umha nova geraçom de galegofalantes en espaços urbanos. Através dun estudo etnográfico da Semente como movimento social, aprofundaremos na circulaçom dos elementos ideológicos que sustentam umha maneira singular de perceber a planificaçom de ideologias linguísticas, especialmente em grupos pequenos implicados na revitalizaçom de línguas.

Investigadores Principais

Marcos López Pena leva involucrado na revitalizaçom da língua galega desde 2007. É un membro activo de associaçons culturais que promocionam a cultura e identidade galegas. É Responsável de Administraçom da Semente Compostela e membro do grupo de coordinaçom nacional das Associaçons Semente.

Bernadette O’Rourke é catedrática de Sociolinguística na Universidade de Heriot-Watt. Leva trabalhado com a comunidade galega desde o 1998 e desenvolvido, durante esse período, fortes ligaçons com diferentes membros da comunidade de fala galega. Foi presidenta da rede Europeia COST sobre Neofalantes numha Europa multilíngue (2013-2017). Ademais do galego, também colabora en projectos sobre o irlandês e o gaélico.

Co-pesquisador

Alejandro Dayán-Fernández é atualmente doutorando em Sociolinguística na Universidade Heriot-Watt em Edimburgo depois de vários anos a trabalhar na Gestom de Projetos Linguísticos para organizaçons internacionais. A sua tese gira em torno das dinâmicas sociolinguísticas, culturais e identitárias de comunidades periféricas minorizadas com umha história de emigraçom econômica que assentam em espaços urbanos hegemônicos. A diáspora galega em Londres foi elegida como estudo de caso. A sua formaçom interdisciplinar combina Ciência Política, Estudos da Traduçom, Comunicaçom Intercultural e Sociolinguística.


Support the Folklife Festival, Smithsonian Folkways Recordings, sustainability projects, educational outreach, and more.

.